Seguros

Confira 4 fatores que influenciam no preço do seguro residencial

seguro residencial
Escrito por Eusebio Garcia

Ao contrário de muitos países de primeiro mundo, onde a quase totalidade da população tem um seguro residencial, no Brasil, apenas 13% têm seus imóveis protegidos.

Muitos sequer entendem qual a real necessidade do produto e porque é importante ter a cobertura de uma boa apólice. A ideia da maioria das pessoas é de que se trata de uma despesa cara e desnecessária.

O preço do seguro residencial é calculado tendo como base o valor estimado da reconstrução do imóvel. O valor do terreno ou o preço de venda do imóvel não entram nesse cálculo. Sendo assim, os custos costumam ser bastante acessíveis.

Além dos itens inclusos na cobertura básica, como incêndios, roubos e invasões, existem outros fatores que vão influenciar diretamente no valor do seu seguro residencial. Confira!

1. Localização da residência

Se seu imóvel está localizado em um condomínio fechado, com segurança, o valor do seguro tende a ser mais baixo. Isso porque esse fator reduz o risco de roubos e invasões. Por outro lado, se você mora em um local com alta incidência de crimes contra o patrimônio, o valor certamente será mais elevado.

Há locais, como regiões próximas a aeroportos, em que a possibilidade de um acidente com avião, por mais baixa que seja, é maior do que em outras áreas. Assim, uma cobertura contra queda de aeronaves deve ser considerada, interferindo no valor final do produto.

2. Franquias do seguro residencial

Franquias de valores mais baixos elevam o preço do seguro. Isso porque quanto mais auto o seu valor, menor será o risco da seguradora ter que arcar com o sinistro. Ela é geralmente associada ao seguro auto, mas também ocorre no seguro residencial em casos de coberturas adicionais.

3. Cobertura do seguro residencial

abrangência da cobertura certamente influenciará, e muito, no valor do seguro residencial. Uma cobertura básica, que proteja apenas em casos de incêndios e invasões terá um valor bem mais baixo.

Cada cobertura adicional como, por exemplo, danos corporais a terceiros, fenômenos da natureza, colisão de veículos e queda de aeronaves, trará um acréscimo ao valor final do serviço.

4. Apólices

Apólice é o documento por meio do qual o segurado concede à seguradora a responsabilidade pelos seus bens. Nela, estão contidas todas as coberturas e valores acordados entre as duas partes. O documento também prevê a forma de pagamento e demais dados do contrato.

O valor da apólice poderá variar de acordo com  os com os fatores relacionados acima e de assistências que podem ser contratadas junto aos seguros com, por exemplo, serviço de chaveiro, troca de vidros ou reparos elétricos.

Considerando os riscos aos quais nossa casa se encontra exposta no dia a dia e o fato de que nem sempre podemos contar com um fundo de reserva para imprevistos, o seguro residencial é muito bem-vindo. Ele é uma forma efetiva de manter nossos bens protegidos e garantir a  tranquilidade da nossa família.

Agora que você já sabe quais fatores influenciam no preço do seguro residencial, veja também alguns cuidados que você deve ter na renovação de seguro residencial.

Sobre o autor

Eusebio Garcia

Deixar comentário.

Share This