Gestão de Pessoas

O que avaliar para contratar os melhores cartões refeição e alimentação?

Vale refeição e vale alimentação
Escrito por Eusebio Garcia

O pacote de benefícios é um dos principais trunfos das empresas para atrair e reter talentos. Ele gera diversas comodidades e vantagens para os colaboradores. Levando-os a colocar esse fator na balança quando pensam em trocar de emprego. Entre esses benefícios estão os cartões refeição e alimentação.

Do ponto de vista dos funcionários, eles representam uma economia considerável. A alimentação é o principal gasto do brasileiro, de acordo com pesquisa da empresa GPA (Grupo Pão de Açucar). Segundo o estudo, 80% dos trabalhadores que recorrem ao adiantamento salarial usam o dinheiro para comprar alimentos.

Assim, já deu para perceber que os cartões refeição e alimentação são um grande atrativo para os colaboradores. Agora, desde a perspectiva da empresa, é preciso saber o que avaliar para contratar as melhores opções nesse quesito. É o que mostraremos a você neste post. Nos acompanhe!

Avalie as necessidades da empresa

Como todo benefício, os cartões refeição e alimentação representam um custo para a empresa. Por isso, deve-se analisar cuidadosamente quais serão o fornecedor e as condições desse benefício.

Comece verificando como é a aceitação dos estabelecimentos para os cartões. Se a sua empresa é de pequeno ou médio porte, com presença local, vale conferir com quais cartões as lanchonetes e restaurantes da redondeza trabalham.

O vale-refeição proporciona mais liberdade ao colaborador para gerenciar seu orçamento com alimentação ao longo do mês e até melhora o entrosamento do time. Não é raro que os colegas de equipe optem por almoçar em restaurantes mais baratos ao longo da semana e façam um almoço coletivo em um local melhor às sextas-feiras.

Em relação ao vale-alimentação, ele substitui, na maioria das vezes, a cesta básica. Isso reduz os custos e as complicações logísticas de uma cesta básica, além de dar mais autonomia ao funcionário. Da mesma forma, é importante se certificar de que os supermercados da região aceitem o cartão escolhido.

Com essas precauções, você garante que os funcionários tenham suas necessidades satisfeitas e que a decisão seja rentável para a companhia.

Escolha um fornecedor sólido

Essa é uma dica que vale para a contratação de qualquer fornecedor. Nunca é demais checar as credenciais da empresa que oferece os cartões refeição e alimentação antes de fechar qualquer contrato.

Pense bem: você está assumindo uma despesa nova com a expectativa de ter um retorno, que é aumentar a satisfação dos colaboradores e melhorar a retenção de talentos.

Se, na hora em que o colaborador for passar o cartão, o crédito não tiver entrado no dia combinado, com o valor certo, pode ter certeza de que o efeito será negativo.

Aqui, vale lembrar que não existe nada pior para a reputação de uma marca do que colaboradores insatisfeitos. Desta forma, fica difícil atrair os melhores talentos se a sua empresa não tiver uma boa reputação no mercado.

Isso sem contar que, para que essas questões deixem de ser internas e cheguem aos ouvidos dos seus clientes, basta um piscar de olhos. Não custa lembrar o quanto é difícil reverter um dano de imagem, não é mesmo?

Verifique as taxas cobradas

As principais taxas cobradas pelas emissoras de cartões refeição e alimentação são as taxas administrativas e as de emissão dos cartões. Esta última é praticada por algumas empresas e por outras não.

É importante comparar esses custos, saber como funcionam e considerar isso no seu orçamento. Na maioria das vezes, é cobrado um percentual mensal em cima do valor da recarga do cartão.

Alguns fornecedores têm políticas de preços distintas a depender do porte da empresa que contrata o serviço. Portanto, esse também é um fator que deve ser levado em consideração na hora de fazer a sua escolha.

Certifique-se de que o fornecedor dos cartões refeição e alimentação esteja cadastrado no PAT

O Programa de Alimentação do Trabalhador (PAT) é uma das grandes vantagens que as empresas têm ao adotar os cartões refeição e alimentação. Criado em 1976, pela Lei nº 6.321, o programa foi posteriormente regulamentado em 1991. O seu objetivo é melhorar a qualidade da alimentação dos trabalhadores.

Para isso, dá direito à isenção de encargos sociais (INSS e FGTS) às empresas que concedam esse benefício, desde que enquadradas no regime de lucro real.

A adesão ao programa é voluntária. Por isso, antes de contratar o fornecedor, cheque no site da Secretaria do Trabalho, subordinada ao Ministério da Economia, se ele está cadastrado no PAT.

Vale destacar que, caso o benefício seja oferecido por uma empresa que não é cadastrada no PAT, será necessário recolher o valor concedido ao trabalhado tanto para o FGTS quanto para o INSS.

Entenda as obrigações da administradora dos benefícios de cartões refeição e alimentação

É obrigação da administradora contratada cuidar de todo o processo de implantação do benefício. Isso abrange a emissão do cartão, sua distribuição e a manutenção do serviço.

Entenda como são os procedimentos que adotam nessa implantação.

  • como é feito o cadastramento da empresa e dos funcionários que devem receber os cartões
  • quais são as normas de segurança adotadas
  • tipo de suporte
  • canais de atendimento
  • site para gerenciamento do RH
  • aplicativo para os colaboradores realizarem consulta de saldo 

Desta forma, a implantação transcorrera de forma tranquila e sem ruídos.

Um serviço de qualidade poupará muita dor de cabeça e evitará a percepção — tanto dos colaboradores quanto da diretoria da empresa — de que você pode ter escolhido o fornecedor errado.

Vimos que a adoção dos cartões refeição e alimentação pode trazer vários ganhos, tanto para a empresa quanto para os colaboradores.

A escolha do fornecedor, no entanto, deve ser feita com muito cuidado. É fundamental levando em consideração a solidez da empresa, a aceitação do cartão, a qualidade do serviço prestado, as taxas praticadas, bem como, o suporte para implantação e manutenção desses benefícios.

Se você precisa de uma consultoria em gestão de benefícios corporativos completa? Pode contar com a expertise da Alliate, uma empresa com mais de 10 anos no mercado, idealizada com o propósito de otimizar os recursos financeiros de seus clientes. Somos especializados na gestão benefícios, corretagem de seguros, seguros massificados e resseguros.

Quer entender melhor como podemos ajudar você e sua empresa? Entre em contato conosco agora mesmo, teremos prazer em atender você!

Sobre o autor

Eusebio Garcia

Deixar comentário.

Share This