Mitigação de Riscos

Como fazer a mitigação de riscos de saúde dos colaboradores da empresa

mitigação de riscos de saúde
Escrito por Eusebio Garcia

Uma empresa que valoriza a saúde e bem-estar da sua equipe compreende que a qualidade de vida de seus funcionários afeta diretamente todos aspectos do negócio. Desta consciência surge o reconhecimento da importância da mitigação de riscos de saúde no ambiente de trabalho.

Para além das obrigações legais com a saúde dos colaboradores por parte da empresa, existe o esclarecimento de que falhas nesse âmbito trazem diversos prejuízos para a instituição.

Além de que, ao realizar a mitigação de risco de saúde, consegue-se reduzir a sinistralidade dos planos de saúde, evitando reajustes no valor da mensalidade.

Um empreendimento que não se envolve ativamente na melhoria da saúde de sua equipe sofre com altas taxas de absenteísmo, falta de engajamento e até mesmo ações trabalhistas. Por isso, é fundamental o cuidado com alguns pontos cruciais. Vamos a eles!

Conscientização

Um dos principais erros cometidos por empresas para a mitigação dos riscos de saúde está em informar adequadamente os colaboradores.

É essencial que haja ações constantes de divulgação dos riscos dentro da empresa, já que é impossível esperar que o colaborador evite ameaças que desconhece. Por meio de palestras como DDS (Diálogo Diário de Segurança), aulas de segurança e a elaboração de um Mapa de Risco, os colaboradores são conscientizados para minimizar o risco de acidentes no trabalho.

Equipamentos de proteção

De acordo com a Norma Regulamentadora de número 6 (NR6), fiscalizada pelo Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), é obrigação da empresa fornecer gratuitamente aos colaboradores os equipamentos de proteção individual (EPI) de acordo com os riscos da função.

Entretanto, muitas organizações ainda falham em orientar adequadamente os colaboradores sobre o uso correto dos EPIs. Esse erro muitas vezes parte dos líderes e supervisores que não são treinados para informar sua equipe de forma eficiente e consciente sobre os procedimentos de segurança adotados.

EPC

Além da importância (e obrigatoriedade) do uso dos EPIs, é imprescindível para a segurança no trabalho o conhecimento e aplicação dos Equipamentos de Proteção Coletiva (EPC). EPCs são equipamento com uso coletivo cujo propósito é evitar acidentes no trabalho e o surgimento de doenças ocupacionais.

Inspeções e análises

A aplicação de inspeções na empresa tem um papel importante para evitar riscos de saúde. Por meio delas, é possível identificar e mapear riscos causadores de acidentes e doenças. Esse reconhecimento é imprescindível para a tomada de medidas adequadas necessárias.

Além disso, existem serviços de rastreamento fornecidos por empresas especializadas, com uso de testes e exames para realização do diagnóstico. Desta forma, pode ser realizada a identificação presumível de doença ou defeito não detectado anteriormente.

Médicos da consultoria

Uma prática bastante utilizada é a inserção de um médico que prestará consultoria trabalhando com o médico, a assistência social e o RH da própria empresa. Por meio deste serviço é possível até garantir um acompanhamento periódico da sinistralidade, evitando surpresas como a necessidade de ajustes elevados.

Ademais, também é possível contratar tratamento médico, nutricional e odontológico que atendam diretamente na organização.

Incentivo a uma vida saudável

Ao estimular a adoção de hábitos saudáveis a empresa diminui os riscos do aparecimento de doenças que comprometam a presença e desempenho dos colaboradores.

Além disso, incentivos desse tipo geram melhorias na qualidade de vida dos integrantes de uma empresa, afetando o bem-estar, a motivação e o relacionamento dos colaboradores com a instituição.

Valorizar a saúde dos colaboradores é obrigatório para o desenvolvimento de qualquer empresa, tanto no aspecto produtivo quanto humanitário. Para isso, é necessária a realização da mitigação de riscos de saúde, que traz, dentre outros benefícios, o controle da sinistralidade que afeta custos com planos de saúde.

Assim, torna-se também mais rentável a aplicação de benefícios como seguro de saúde e programas de descontos para medicamentos.

Gostou do artigo? Ajudou a esclarecer como se pode minimizar os riscos de acidentes e doenças ocupacionais? Continue se aprimorando, assine nossa newsletter e não deixe passar nenhum conhecimento importante!

Sobre o autor

Eusebio Garcia

Deixar comentário.

Share This