Gestão de Pessoas

Onde aceita vale alimentação? Descubra detalhes sobre esse benefício!

Funcionários pagando restaurante
Escrito por Eusebio Garcia

Você quer implementar uma política de benefícios na sua empresa, mas tem dúvidas sobre onde aceita vale-alimentação ou se ele tem realmente vantagens?

Oferecer esses adicionais ao salário dos colaboradores é uma ótima forma de se destacar no mercado de trabalho e chamar a atenção dos melhores profissionais.

No caso da alimentação, é comum que a empresa pague as refeições durante o horário comercial ou forneça um valor mensal para que o funcionário faça as suas compras. Porém, existem questionamentos sobre as regras desse benefício que devem ser esclarecidos.

Neste artigo, separamos informações relevantes sobre o vale-alimentação para você conhecer melhor as suas características. Continue a leitura!

Qual a importância do vale-alimentação?

O vale-alimentação é um benefício comum nas empresas e visto com bons olhos pelos colaboradores. Ele funciona como um adicional no salário para a compra de alimentos.

Os funcionários podem fazer compras em supermercados e outros estabelecimentos do gênero. Este benefícios rende uma economia no orçamento dos colaboradores.

Além de gerar uma qualidade de vida melhor para os funcionários, esse benefício também é uma estratégia para atrair e reter talentos na empresa.

O seu investimento retorna na satisfação da equipe, o que reduz o nível de rotatividade, gera economia nos processos seletivos e melhora os resultados financeiros também da empresa.

Em que lugares o vale-alimentação é aceito?

O vale-alimentação pode ser oferecido em cartão ou como acréscimo em dinheiro no salário. No primeiro caso, o seu uso é aceito em lugares que vendam produtos do gênero alimentício, como os supermercados. No segundo caso, o colaborador tem a liberdade na hora de gastá-lo.

O vale-alimentação é obrigatório?

As empresas não são obrigadas a fornecer o vale-alimentação aos seus funcionários, segundo a lei da CLT. Porém, é recomendado que esse benefício seja concedido por ser um diferencial no mercado, o que é uma forma de atrair e motivar os colaboradores nas suas funções.

Dependendo do sindicato, o pagamento pode ser obrigatório. Com base nas Convenções e nos Acordos Coletivos de Trabalho, é possível que o benefício seja firmado no contrato de trabalho. Depois de concedido, esse direito não pode ser revogado do trabalhador.

Se sua empresa já oferece, porem, paga em dinheiro, fique atento. Isso gera um passivo trabalhista uma vez que este valor ele é considerado parte do salário, incorporando e refletindo para todos os efeitos legais.

Qual é a diferença entre vale-alimentação e vale-refeição?

Apesar de serem usados como sinônimos, os dois benefícios têm finalidades diferentes. O vale-alimentação é utilizado na compra de alimentos processados e in natura em estabelecimentos como mercados, hortifrutis e mercearias. Já o vale-refeição é destinado à compra de alimentos prontos no horário de trabalho, como em bares ou restaurantes.

Qual é o valor que deve ser oferecido de vale-alimentação?

Como não é obrigatório por lei, não existe um valor estipulado para esse benefício. A única regra é que ele não pode ultrapassar os 20% do salário-base.

Existe a possibilidade de o colaborador arcar com uma parte, ou seja, ter um desconto no salário para receber o vale-alimentação.

Quais são os incentivos fiscais do vale-alimentação?

As companhias que aderem ao Programa de Alimentação do Trabalhador (PAT) e pagam a alimentação dos seus colaboradores têm dedução no imposto de renda em até 4%.

Nesse programa do governo, as empresas não inserem o gasto nos salários, o que evita a contribuição previdenciária e o FGTS. São mais de 148 mil participantes e 14 milhões de beneficiados.

Para não ter dúvidas sobre onde aceita vale-alimentação e como oferecê-lo aos funcionários, o ideal é procurar uma empresa que seja especialista na gestão de benefícios. Com isso, você garante um diferencial no mercado e segue as regras dos pagamentos, o que é ideal para evitar prejuízos e reter os talentos.

Para receber mais conteúdos especializados sobre recursos humanos e gestão de pessoas, curta a página da Alliate no Facebook!

Sobre o autor

Eusebio Garcia

Deixar comentário.

Share This