Seguros

Previdência privada ou seguro de vida: entenda qual é a melhor opção

Previdência privada
Escrito por Eusebio Garcia

Você pode escolher qual o melhor investimento que fará para garantir um futuro tranquilo e manter a família protegida. Mas, se há algo indiscutível, é que esse investimento deve ser feito. Cada dia mais as pessoas percebem o quanto ficar sem uma proteção para o futuro é prejudicial. Com o envelhecimento, as contas aumentam e a aposentadoria do INSS é sempre insuficiente.

A dúvida que fica é: qual é o melhor investimento, previdência privada ou seguro de vida? A semelhança é que ambos são aplicações a longo prazo, então o importante agora é saber as diferenças. Se você quer retirar essa dúvida, acompanhe o texto a seguir, fizemos todas as comparações.

Previdência privada

Esse modelo de previdência faz muito sucesso nos países desenvolvidos, nos quais há uma tradição de poupar e investir, seja para garantir um futuro tranquilo, seja para realizar projetos como casa própria, pagar a faculdade, fazer a viagem dos sonhos, etc.

No Brasil, aplicar em previdência privada também está em alta. Ela funciona como um fundo de investimento. Apesar do nome “previdência”, não há nenhum vínculo com o INSS e é fiscalizada por uma autarquia vinculada ao Ministério da Fazenda.

Podemos encontrar nas corretoras de seguro variados tipos de planos de previdência, podendo o cliente escolher o que mais se adéqua ao seu perfil. Ao se decidir pelo plano, o investidor deve analisar:

  • vantagens fiscais;
  • risco versus rendimento futuro;
  • contribuições periódicas;
  • taxa administrativa;
  • prazo de retorno.

Seguro de vida

Ao contrário do que muitos acham, esse investimento não é apenas para quem quer garantir a segurança financeira dos seus dependentes em caso de falecimento. A contratação do seguro de vida vai muito além.

Ele também ajuda o consumidor e seus familiares a enfrentarem situações difíceis, como doenças graves e acidentes, que podem incapacitar o trabalhador e ocasionar uma diminuição brusca na renda familiar.

Assim como na previdência privada, as corretoras de seguro disponibilizam variados tipos de planos, que devem se encaixar ao perfil do investidor. Os valores de contribuição podem ser pagos em parcela única ou em prestações periódicas. Além disso, o seguro proporciona outras vantagens:

  • escolha dos beneficiados;
  • valor do capital é estabelecido previamente;
  • a contribuição pode ser pequena;
  • a cobertura de riscos é alta;
  • toda a família participa e é protegida;
  • investimento seguro.

Previdência privada versus seguro de vida

Como vimos, os dois investimentos são capazes de aumentar a renda, já que os benefícios disponibilizados pelo INSS são extremamente limitados e incapazes de garantir que você e sua família permaneçam com a mesma qualidade de vida.

A principal diferença entre eles é que enquanto a previdência privada sofre cobrança de imposto de renda, o seguro de vida está livre de qualquer tributação. Além disso, o seguro de vida tem uma característica de defesa que chama atenção: é impenhorável, ou seja, não pode ter nenhum empecilho.

Importante ressaltar que quando você se questiona sobre escolher entre previdência privada ou seguro de vida, acaba perdendo uma grande chance. Um investimento não exclui o outro, pelo contrário, são uma combinação perfeita e se complementam.

Se você gostou das nossas dicas e quer saber mais sobre como o seguro pode manter a sua família protegida, não deixe de ler nosso post sobre o assunto.

Sobre o autor

Eusebio Garcia

Deixar comentário.

Share This