Seguros

Confira quais são os procedimentos do seguro na troca de carro!

Endosso de substituição de veículo
Escrito por Eusebio Garcia

Você sabia que é possível transferir o seguro na troca de carro? Quando se escolhe um novo veículo, a transferência é muito útil e dará mais segurança financeira em caso de imprevistos com o bem, como furtos e acidentes, entre outras situações.

Está interessado em saber mais sobre o assunto? Neste post explicaremos quais são as vantagens de fazer a transferência do seguro na troca de carro, o passo a passo para fazer o procedimento e como avaliar se está no momento certo de trocar de seguradora. Também abordaremos a importância de contar com o auxílio de um corretor nessa ocasião. Vamos lá?

Quais são as vantagens de fazer a transferência do seguro na troca de carro?

Os benefícios de realizar o procedimento de transferir o seguro na troca de carro são muitos. Este procedimento é conhecido como endosso de substituição de veículo.

O primeiro deles faz referência à continuidade dos descontos e bônus conquistados ao longo do tempo. O seu histórico de bom motorista comprovado pela ausência de sinistros e a inexistência de pontos na Carteira Nacional de Habilitação (CNH) continuam registrados. Ambos os fatores geram descontos no valor da renovação do seguro.

Além disso, com o procedimento de transferência, você continuará tendo o seguro de automóvel ativo. Dessa forma, caso ocorra algum imprevisto com o veículo, será possível trocar por um modelo semelhante, evitando perdas financeiras significativas.

Qual é o passo a passo para fazer a transferência do seguro na troca de carro?

Assim que realizar a troca do automóvel, entre em contato com o seu corretor e comunique a alteração. Vale ressaltar, que se você for substituir o veículo especialmente no caso de um veículo blindado ou veículos com mais de 5 anos. É importante consultar previamente a aceitação ou não do seguro para evitar problemas ao comprar um veículo que não tem aceitação das seguradoras ou o valor do seguro é muito elevado.

Fazendo a substituição do veículo, pode ser que o seguro sofra algum reajuste no valor da franquia ou no prêmio. Isso varia conforme o veículo escolhido para a substituição.

Vale destacar que, caso o valor sofra algum reajuste, uma nova cobrança será gerada. Por outro lado, se a diferença for para menos, a seguradora se encarregará de devolver a diferença.

Depois dessas ações, o seguro já começa a vigorar sobre o novo veículo. É importante ressaltar que qualquer alteração precisa ser comunicada ao corretor. As mudanças podem ser na troca de endereço, inclusão de garantias e pedido de coberturas adicionais, entre outras.

Como avaliar se está na hora de trocar de seguradora?

Caso a proposta oferecida pela seguradora pese no seu orçamento, peça para o corretor fazer a cotação em outras seguradoras. Trata-se de uma prática indicada no momento da negociação, na qual é possível conseguir melhores preços em boas condições com diferentes companhias.

No entanto, como a troca do automóvel pode resultar em um aumento do valor do seguro e da tarifa do IPVA (Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores), sempre é bom consultar o seu corretor antes de fechar um negócio.

Qual é a importância de contar com o auxílio de um corretor?

Os corretores de automóveis são profissionais especializados, têm experiência no mercado e sabem sobre as condições de seguros de diversas empresas. Dessa forma, ele ajudará você escolher a solução que mais se adéque com as suas necessidades.

E aí, entendeu como é importante manter o seguro na troca de carro? Hoje em dia, é essencial que você não fique sem a proteção paga do veículo. Um furto, acidente ou pane elétrica pode custar muito mais caro, não é mesmo?

Se você gostou desse conteúdo? Quer receber outros textos assim no seu e-mail? Não deixe de assinar a nossa newsletter e ficar por dentro do que está rolando em primeira mão.

Deseja cotar o seguro do seu carro? Clique aqui!

Sobre o autor

Eusebio Garcia

Deixar comentário.

Share This